15 de março de 2010

Meu herói



E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome,dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos. At 4:12

Quando leio essa passagem bíblica, não consigo deixar de me impressionar com tamanha verdade. É a mais pura verdade!
Há 16 anos atrás eu nem tinha idéia de que precisava ser salva, nem sabia que estava correndo perigo!
Sim, um grande perigo do qual o meu rei, e porque não dizer, o meu herói Jesus me salvou quando me libertou do império das trevas e me transportou para o reino do filho do seu amor!

Éramos, ao nosso ver, uma família feliz, não 100%, mas nos amávamos. Apesar das privações financeiras encontrávamos muitos motivos para sorrir, principalmente quando eu e meus irmãos passávamos de ano, quando recebíamos uma visita (agradável) em casa, quando saíamos para visitar alguém (agradável também - risos), principalmente a vovó Anália e tantos outros momentos em família, porém, havia algo que faltava em nossa fé, convicção!

Meu pai, apesar de sempre defender com unhas e dentes a sua opção religiosa (candomblé), e com a mesma arrogância atacar os evangélicos, não estimulava a mim ou a minha irmã em seguir tais práticas. Eu, achava tudo normal, mas ele dizia que não era bom que nos envolvêssemos porque lá havia muita falsidade e muita gente ruim. Que incoerência! O que fazia ele então nesse meio? Porque ele não usava seu próprio conselho para si mesmo? Bem, isso não é difícil de explicar, mas ainda não é este o foco.

Voltemos para o foco do tema deste post, Salvação.
Dias antes do Espírito Santo de Deus me alcançar eu alimentava em minha cabeça a idéia de firmar um compromisso nessa tal "religião", porque achava que tinha talento pra coisa sabe... estava acostumada, não tinha medo de nada do que eu via e ouvia, enfim, estava tranquila.

Bem, como nas histórias em quadrinhos, quando a vitima está prestes a sucumbir, eis que surge o herói mascarado para salvá-la, trajado de roupas espetaculares e munido de todo tipo de arma a fim de resgatar e salvar a tal vítima. E não é que foi assim mesmo?

O meu herói estava munido das armas mais poderosas do universo, e trajava vestes tão alvas que podiam iluminar qualquer parte desse mundo. II Cor. 10.4...
Sua força era grandiosa, e sua voz parecia como a de muitas e muitas águas.
Sua voz falou alto em meu coração, e ele me despiu das vestes sujas pela lama do pecado, deu vestes como a dele, limpas, alvas como a neve.
Eu sou livre! Verdadeiramente livre!

Senhor, te amo tanto.
És o meu herói!
Me amou quando não tinha motivos para me amar
Me limpou com o que de mais precioso tinha
Me resgatou para eu estivesse ao seu lado para sempre.
Tu me amas como eu sou

E tem um plano de salvação para os meus
Me dá muitos motivos para sorrir, motivo reais.
O compromisso que firmei contigo, esse sim é eterno.
Dele não abrirei mão jamais, porque sei bem de onde me tiraste
Mas sei muito bem o lugar que tens preparado para mim.
Ah! Como agradecer?
E como diz a letra da canção,

Mesmo que me falte as palavras
Te louvo, te louvo em verdade!
Luciana Reis.



http://www.youtube.com/watch?v=C2v-Bhn7GJk

Nenhum comentário:

Postar um comentário