15 de março de 2010

Salmo 91

Eu, que habito no esconderijo do Altíssimo, à sombra do Todo-Poderoso descansarei. Digo ao Senhor: Tu és o meu refúgio e a minha fortaleza, o meu Deus, em quem confio. Porque tu me livra do laço do passarinheiro, e da peste perniciosa. Tu me cobre com as suas penas, e debaixo das suas asas encontro refúgio; a sua verdade é escudo e broquel.
Não temerei os terrores da noite, nem a seta que voe de dia, nem peste que anda na escuridão, nem mortandade que assole ao meio-dia.
Mil poderão cair ao meu lado, e dez mil à minha direita; mas eu não serei atingida. Somente com os meus olhos contemplarei, e verei a recompensa dos ímpios. Porquanto fiz do Senhor o meu refúgio, e do Altíssimo a minha habitação, nenhum mal me sucederá, nem praga alguma chegará à minha tenda.
Porque aos seus anjos dará ordem a meu respeito, para me guardarem em todos os meus caminhos.
Eles me susterão nas suas mãos, para que eu não tropece em alguma pedra.
Pisarei o leão e a áspide; calcarei aos pés o filho do leão e a serpente.
Pois que tanto me amou, tu me livrarás; e me colocará num alto retiro, porque tu conhece o meu nome.
Quando eu te invocar, tu me responderá; estará comigo na angústia, livrar-me-á e me honrará.
Com lonjura de dias fartar-me-á, e me mostrará a tua salvação.


Um dia, um amigo meu do antigo trabalho me procurou desesperado, ele sabia que eu era crente. Há dias estava faltando no serviço e sentia coisas que não sabia explicar. Ele não era crente. Falou-me que via, ouvia coisas, e sofria uma grande opressão de Satanás.
Seu avô morreu por causa de um “trabalho” de feitiçaria que alguém havia feito. Segundo ele, uma senhora disse que esse “trabalho” duraria até a terceira geração. Ele dizia que a morte dos avô e do tio era sempre do mesmo jeito, antes de morrerem eles viam uma criança negra na estrada, mas não viam a face dela e depois morriam, olha não foi fácil ouvir isso! Ele estava desesperado porque naqueles dias havia começado a ter essas visões desta criança, ele seria a terceira geração e estava com medo de morrer. Após uma pequena investigação, descobriu que a avó (ainda viva) de sua atual namorada foi quem havia feito esse tal trabalho. Pensou bem nisso? Parece até coisa de filme de terror.

Bem, enquanto ele falava eu elevava meu pensamento ao Senhor e pedia sabedoria para saber como orientá-lo.

Daí, abri no salmo 91 e ensinei a ele a ler todos os dias esse salmo, em jejum e consagração ao Senhor, [Na primeira pessoa do singular] oramos para que essa maldição fosse quebrada e dias depois ele retornou ao trabalho. Quando me procurou, me agradeceu e disse que estava tudo em paz agora.
Recentemente fiquei sabendo que ele estava para casar.
Que Deus o alcance!!!


À você que também sofre aprisionado em alguma opressão, fica aí minha orientação. A Palavra de Deus é viva e poderosa para te libertar hoje mesmo!
Luciana

2 comentários:

  1. amem , que possamos a aprender com um impio
    confiar na palavra de Deus
    que eh coisa q por muitas vezes nao fazemos

    ResponderExcluir