21 de maio de 2010

O Senhor vê o Coração

Medite em I Samuel 16:7.

De nada adianta o fazer de conta que somos alguém que de fato não somos ou vice versa.
Vejo uma geração de jovens se
apresentando no mercado de trabalho como pessoas que apesar da pouca idade e pouca experiência, já são bem sucedidas, às vezes até acontece, mas não é regra geral. Não basta dizer que sabe, tem que fazer! Vejo adolescentes se comportando como se fossem jovens e muitas vezes, adultos. Vejo crianças adiantando seu processo de crescimento, querendo ocupar lugares que ainda não são delas, na forma de vestir ou de agir, dentre outras. Vejo mulheres tendo atitudes de homens e por incrível que pareça, homens querendo ocupar o lugar das mulheres, muitas vezes chegam a acreditar realmente que não são homens. Abro um parêntese aqui e digo: você nasceu para ser aquilo que Deus desejou que fosse, ou você é homem ou mulher, não existe meio termo. O que for diferente do que Deus disse, rejeite, pois não vem do Senhor, tenha certeza!
Vejo o mercado criando mecanismos e técnicas de identificação da nossa personalidade, no intuito de melhor gerir pessoas, buscando entendê-las, para minimizar as chances de “comprar” uma falsa imagem, haja vista, os diversos processos de seleção que são feitos para se contratar alguém e porque tudo isso? Simples! Dentre outras razões, porque o ser humano consegue fingir ou fazer de conta, apresentando uma aparência desejável, mostrando-se como a sociedade ou mercado deseja que ele seja, mas nem sempre ele consegue manter essa imagem, e a conseqüências são terríveis para ele mesmo.
Então, o ditado popular que diz que “a mentira tem perna curta” acaba por se tornar uma realidade e faz com que em pouco tempo esse profissional demonstre quem ele realmente é e quando ele não consegue sustentar a imagem que vendeu há algumas conseqüências, no caso, ou é dispensado ou acaba passando por um longo e doloroso processo que recolocação dentro da própria empresa ou grupo, tendo de reconstruir sua imagem para recuperar sua credibilidade ou tem de fazer um esforço enorme e estressante, para manter a aparência que ele vendeu de si mesmo. Isso é uma tremenda cadeia, uma prisão mesmo! Construímos o nosso próprio cárcere e ficamos enrolados em laços de morte que angustia nossa alma, porque violentamos nossa essência, matamos a nossa personalidade, matamos o projeto de Deus para nós, aquilo que Ele desejou que fôssemos.

Conclusão...
O ser humano jamais conseguirá saber o que há dentro dos corações das pessoas, nenhum processo dará essa habilidade ao homem, mas Deus conhece todas as coisas e vê você por dentro. Deus não vê como homem que só olha para aparências, Deus vê o coração.

Não se desespere!
Muitas vezes nós agimos assim, nos apresentamos ao mundo de um jeito ou de outro porque não sabemos ainda quem somos, ou acreditamos no que disseram a nosso respeito, as vezes também adotamos a imagem de alguém que admiramos, mas que não somos, então, vendemos a imagem de homem perfeito para sermos aceitos, afinal, vivemos em uma sociedade exigente e ser rejeitado é muito ruim, mas você não é o super homem, acredite, ele não existe.

Aplicando...
Precisamos descobrir nossa identidade real diante de Deus. Quero ajudá-lo a reconciliar-se com o seu Criador, mas para isso é preciso observar algumas certezas que farão você entender quem você é de fato e de verdade.
- Primeiro, você é criação de Deus e Ele o criou para ser autêntico. Gen 2:7
- Segundo, você foi formado à imagem e semelhança do Senhor e como ele, você deve ser imutável e constante. Gen 1:27 / 2 Tes 3:5
- Terceiro, jamais conseguiremos enganar a Deus com nossas dissimulações e mentiras, por isso, reconheçamos nossa condição diante do Senhor, arrependamo-nos e mudemos de atitude. Sl 94:11 / Joel 2:13
- Quarto, ao contrário do que você possa imaginar, a única conseqüência de sermos originais e verdadeiros diante do Senhor é a liberdade que alcançamos nele.
Apresente-se como você está, deixa Deus moldá-lo em seu caráter, e transformá-lo naquilo que ele mesmo acha que você deve ser. Seja à imagem de Deus, seja livre!

Para a liberdade foi que Cristo nos libertou. Permanecei, pois, firmes e não vos submetais, de novo, a jugo de escravidão. Gálatas 5:1

Luciana Reis
Igreja Presbiteriana de Colorado.

Um comentário:

  1. Oi, luciana,
    Louvor e HOnra ao Deus que sonda os corações!Que Ele te faça prosperar para a Glória Dele.
    Vi você no Rios de Adoração. Faço o curso em Anchieta. Sou da IPB Anchieta. Um abraço e prazer em conhece-la!
    Pollyanna
    www.pollyannalfo.blogspot.com

    ResponderExcluir