26 de junho de 2010

Saudade

“A saudade existe não porque estamos longe, mas porque um dia estivemos juntos”, alguém disse.
Quem nunca experimentou esse sentimento não sabe o quão ele é importante na vida de um ser, humano ou não, acredite!

Dia desses, vi e ouvi na tv a história real de dois amigos que criaram um Leão, o domesticaram como um animalzinho de estimação e por anos e anos ele foi a companhia deles. Em determinada época, por diversos motivos (ambientais, espaço, legais, etc) foi necessário devolvê-lo ao seu habitat natural para que ele pudesse viver ali, alguns anos se passaram e aqueles amigos foram visitá-lo na selva para matar a saudade que sentiam. Em um primeiro momento, achou-se que o animal iria reagir irracionalmente, o que é comum, e atacá-los, mas qual não foi a surpresa? Logo que os dois chegaram e foram avistados pelo animal, ele se aproximou lentamente, e creio eu, que o cheiro, a imagem e as lembranças foram responsáveis pela reação do animal que correu em direção aos dois e pulou em cima deles, então rolaram, brincaram e em meio a lambidas e brincadeiras o Leão matou a saudade que sentia de seus criadores tão amorosos. Final feliz e emocionante não é?

A saudade também é uma palavra usada para rechear canções, poemas, declarações de amor, expressar sentimentos por alguém muito querido. É um sentimento profundo pela distância causada. Sentimos saudades de tudo, dos bolos que comiamos quando criança, dos amigos que cresceram junto conosco, da escola, daqueles que partiram antes de nós, enfim, é um sentimento presente em nossas vidas! O fato é que só sentimos saudade daquilo que nos faz falta, causa tristeza pela ausência.

Um jovem certa vez compôs uma canção e nela ele expressava a saudade que sentia de casa. Nela, ele dizia que a sua alma sentia saudade, tão profunda era a falta que sentia de casa! Mas não era uma casa comum, mas o lugar da habitação de quem O criou. (Sl 84) Porque lá, ele sempre encontrava lugar para se abrigar, em qualquer tempo, em qualquer momento de sua vida, na alegria, na dor, na fartura, na escassez, na dor ele sempre tinha o lugar dele guardado em segurança. O único lugar onde jamais seria desprezado, o único lugar em que não haveria solidão, porque, como ele, muitos outros também poderiam estar ali, juntos.

O mais interessante é que por mais que façamos coisas erradas, nosso Deus, dono desta casa tão preciosa está sempre de portas abertas para nós. (Mt 15:20)

Mas não se deixe enganar, um dia a porta será fechada, sim! (Mt 25:10), a Palavra afirma isso, mas enquanto esse dia não chega, saiba que ainda há lugar! A porta ainda está aberta!

Lembra de quando você orava 3 vezes ao dia? Lembra de quando bastava uma acorde dos músicos, para você se render e levantar as mãos ao Senhor? Lembra de quando você chorava por ouvir sobre o amor de Jesus por você, que o fez morrer em seu lugar? Lembra quando tudo o que era dito na casa de Deus fazia sua estrutura tremer? Lembra do temor que sentia quando fazia algo inadequado (pecado) e correndo colocava seu joelho no chão para buscar aquilo que você sabia que encontraria num Deus tão gracioso, o perdão do Senhor que te faria de novo totalmente restaurado pelo bálsamo e pelo amor de Deus e você se alegrava por ter sido perdoado?

Responda para si mesmo querido, não consegue sentir saudade desse tempo? Meu irmão, acha mesmo que Deus não sente saudade de você?

Acha mesmo que o que você fez consigo mesmo, com seu corpo, com seu ministério, com sua vida, com tudo que Deus de deu é suficiente para Ele te esquecer?

Se você está arrependido, basta uma só palavra e Deus te receberá de volta, de braços abertos!

Nada que você fez é maior do que o que Deus fará contigo, nada diminuirá o amor de Deus por você!!! Nada!!!

Deus sente saudade sim, das orações durante a madrugada, da fé concreta que te fazia esperar nele. Deus sente saudade de você!

Volte para casa! Lá, Deus fará você voltar a ser como antes, só Deus pode restaurar sua vida, só Ele pode transfomar você em um homem segundo o Seu coração.

É difícil esse retorno? Não sabe como se reaproximar? Ore assim:

Senhor, reconheço que estou muito longe do que sonhou para minha vida. Reconheço que me desviei do Caminho que preparou para minha vida, escolhi andar por atalhos e agora me sinto perdido, não consigo sozinho encontrar o Caminho que me leva de volta para casa, mas eu quero voltar! No amor de Cristo te peço que me alcance e me leve à Sua presença e dela não e pemita desviar nunca mais. Em nome de Jesus, amém!

Te espero lá em Casa.

Paz!

2 comentários:

  1. Amiga, que belo texto! Enquanto lia, pensei no seguinte: mesmo nós que estamos "em casa" muitas vezes nos distanciamos do Pai. Também me desperta saudade o tempo em que eu era muito mais íntima dEle.
    Bjo!

    ResponderExcluir
  2. Amiga querida, que bom que leu e gostou. Pois é, acho que isso é muito pior sabe, estar dentro da igreja e não ter comunhão com o Senhor. Mas, o Senhor é bom e suas misericórdias são a causa de não sermos consumidos, por isso, Ele sempre nos receberá de volta, é uma amor que constrange!Obrigada por comentar. Bjo!Lu

    ResponderExcluir