7 de março de 2011

O perfil ideal? Será que ele existe?

Há anos venho estudando, lendo, pesquisando e observando ministérios de louvor de diversas igrejas, a fim de me atualizar e descobrir o perfil ideal. Será que ele existe?

A maioria das igrejas forma sua equipe contando com aqueles que demonstram alguma habilidade com a música, alguma aptidão e não está errado, mas esquecem-se dos critérios para ser integrante desse ministério tão maravilhoso e os deixam de lado na hora de selecionar os membros da equipe.

Porque deve haver critérios? Bem, simplificando, penso que para impedir que haja engano, frustração ou descomprometimento de ambas partes, a igreja e o próprio integrante. Engano, porque a maioria pensa que é fácil ser integrante de um ministério. Frustração, porque quando percebem que não é tão fácil assim e que são necessárias horas de ensaio, dedicação, renúncia, escolhas que nos fazem repensar se realmente queremos estar ali, logo desmotivam. Descomprometimento, bem, este é apenas conseqüência de uma escolha mal feita ou de um entendimento mal compreendido sobre o que é um ministério de louvor. Bem, falando assim, parece que fazer parte disso realmente é uma tarefa desagradável, mas não é.

• É maravilhoso estar ali no altar e adorar, ver a igreja se entregando, se conectando com o Senhor em adoração e louvor!

• É tremendo sentir a presença do Senhor em nós, na igreja e ver o mover de Deus agindo!

• É lindo ver gerações inteiras com um mesmo propósito, é maravilhoso!

• Também há prazer na música que é bem executada, nas vozes bem trabalhadas, divididas, também podemos nos alegrar com isso, pois foi o Senhor quem nos agraciou com esses talentos. Glória a Deus!

Quem está de fora desse ambiente pensa que o que aparece na hora do culto já estava pronto e é só aparecer ali e fazer que tudo acontece! Ledo engano!

Motivados talvez pela beleza de um grupo bem apresentado, muitos têm se colocado à disposição para “servir” nesses ministérios, mas dedicam-se pouco, toleram-se pouco, amam-se pouco. Não querem mostrar Jesus, mas serem vistos. Não querem obedecer a Palavra, talvez porque não a conheçam como devem. Não querem ser fiéis, mas querem a fidelidade de Deus. Nos primeiros desentendimentos, simplesmente somem sem dar satisfação ao líderes, dentre outras coisas. Gente, isso acontece e é comum, mas não é bom que seja assim.

A começar em mim, precisamos avaliar as motivações que nos fazem estar ali.

Fomos realmente CHAMADOS, ou entramos para agradar nossos pais, o pastor ou porque alguém pediu? Avalie sua real motivação de estar ali. Precisamos gostar do que fazemos.

Nos DISPOMOS para ministrar em qualquer lugar, horário, e quantidade de pessoas ou dizemos: Não vou cantar hoje porque não estou com vontade, ou não há pessoas suficientes para me ouvir?

Se a obra de Deus dependesse da nossa vontade, como seria? Ensaiaríamos para uma excelente "tocada" mesmo nos templos vazios ou cantaríamos só quando a casa estivesse cheia, igreja lotada ou eventos grandiosos? Quero acreditar que não é esse o desejo de nossos corações. Onde estávamos quando uma vida que nunca ouviu falar de Jesus resolveu entrar justamente naquele dia em que quase ninguém estava na igreja?

Estamos COMPROMETIDOS com o que? Conosco ou com a obra de Deus? Porque se é com a obra de Deus, devemos sentir sede em ganhar almas a Cristo através das canções ou ministrações. Nos envolvemos o suficiente com estudos bíblicos, grupos de orações, e outras atividades de nossas igrejas?

Queremos a bênção de um emprego, um bem material, mas não somos fiéis no DÍZIMO e nas OFERTAS? Damos o exemplo nisso? Se algum irmão se justificar pela sua infidelidade nos dando como exemplo, como fica o pastor nessa situação?

Você acha que um homem conseguirá se tornar um campeão de natação se não souber nadar? Ele nunca será nadador, se ele não souber nadar." É preciso muito mais do que vontade, mas é preciso ter DOM, TALENTO. Se você quer tocar no ministério, precisa entender teoria musical, treinar horas diárias com seu instrumento. Se quer ser um cantor, você precisa ser afinado. Precisa mais, precisa ser maduro para ouvir que não está pronto, se realmente não estiver! E precisa usar isso à seu favor, e até estar pronto, precisa estudar, se aprimorar, para que o tempo certo, tudo esteja lá, preparado para você.

Há poder na palavra de Deus que usa o pastor da igreja para comunicá-la. É isso que faz as pessoas mudarem o rumo de suas vidas. Se você é um ministro, um dirigente de louvor, bem, precisa entender que o que as pessoas precisam não vem de você, mas de Deus. Essa é a primeira lição que eu deixo como experiência própria. Conhecer o Deus que você adora e sua Palavra, assim como para o pastor, é para você uma regra irrefutável do seu chamado. Se você gosta de compor, leia mais a Palavra de Deus, pois ela vai lhe inspirar e busque intimidade na adoração individual, em seu quarto, esses momentos, lhe darão belas declarações de amor a Deus em forma de música! Se é alguém que está na "retaguarda", ou seja, na projeção ou na sonoplastia, entenda que sua missão deve ser levada à sério como todas as outras. Não é porque não aparece que não é importante, ao contrário disso, com as inúmeras músicas novas a cada dia, o que ouviriam e como aprenderiam se não houvesse som ou projeção?

Alguém já disse: "Não basta ser apenas convertido, você deve ter o talento natural da música".

Prejudicamos todo o corpo quando não estamos preparados. Atrapalhamos quando não estamos comprometidos. Entristecemos ao Senhor quando não honramos o chamado que Ele nos fez.

Descobri que preciso melhorar em muitos aspectos, e espero que você também invista um pouco de tempo para se avaliar sinceramente. Será importante para seu crescimento pessoal e espiritual.

O perfil ideal? Sim, existe: Jesus!

Paz

Luciana
Líder e Ministra de Louvor do Ministério de Louvor de Colorado.

6 comentários:

  1. Oi, amiga!
    Li seu comentário lá no Prisma. Também sinto saudade daquela época. A primeira experiência de gravação a gente nunca esquece, rsrsrs. Principalmente se ela está agregada a pessoas de quem gostamos tanto! Bjo enoooooooooooorme!

    ResponderExcluir
  2. O perfil ideal é entender que ter caráter de Cristo é pra todo cristão, mas ministrar a palavra através da musica é pra quem tem o talento, e quer se aprimorar continuamente!!!

    Salmos 33:3
    Jeremias 48:10

    ResponderExcluir
  3. A verdadeira adoração é aquela onde não entregamos só nossas vozes e talentos com instrumentos, mas nossas vidas. E vivemos integralmente, eu disse integralmente, como adoradores do Deus vivo.
    Gostei do artigo, parabéns!!
    Que Deus continue abençoando sua vida.

    Márcio Flávio
    UMP Colorado

    ResponderExcluir
  4. Amiga você está melhorando a cada dia em, fico orguhoso de você.

    Muito bom!

    Concordo plenamente que a verdadeira adoração é aquela em que entregamos a nossa vida or completo, sem reservas.

    Paulinho.

    ResponderExcluir
  5. Opa! Gostei do Post! Realmente o perfil ideal é Jesus Cristo, afinal, se somos feito à imagem e conforme a semelhança Dele, temos que refletir a imagem e semelhança de Cristo em tudo o que fazemos, independente da hierarquia e valor agregado ao Ministério (se bem que o valor e a hierarquia ministeriais não foram posto por Deus, mas pelo homem).
    Bom, sobre o talento, eu penso que devemos buscar os melhores dons, já que o próprio Paulo adverte em I Co 12.31 "Portanto, procurai com zelo os melhores dons; e eu vos mostrarei um caminho mais excelente". Se não fizermos isso, estaremos no ministério errado, não daremos frutos, não prosperamos no ministério optado.
    Outra coisa, muitas pessoas não optam por cantar, pregar, ministrar, etc..., por um genuíno chamado, mas por impulso, desejo de se incluir, ser visto, estar integrado "No grupo que traz status". Me desculpem, mas se Jesus quisesse status, ele não moraria em Nazaré, não estaria entre as mazelas de Jerusalém, não morreria em uma cruz, nem escolheria pescador para estar ao seu lado.
    É isso! minha mente está fervilhando aqui, mas é muita coisa pra escrever!
    Paz de Cristo sempre!

    Valber Ricardo.

    Assembléia de Deus em Rosa da Penha - Cariacica

    ResponderExcluir
  6. Que legal pessoal... excelentes e maravilhosas colaborações.
    Celinha, sou sua fã amiga rs!!!
    Juninho (guitarra) Muito obrigada, é bom saber que há homens maduros e experientes como você na igreja do Senhor.
    Márcio, você sempre deixa mensagens riquíssimas para mim, aprendo muito contigo mocinho. Paulinho, eu amo você amigo, sabe disso!
    Valber, você pode escrever o quanto quiser e se preferir pode até enviar algum artigo seu para que eu publique aqui, será uma honra para mim.
    A cada um de vocês, meu muitissimo obrigada!
    Luciana

    ResponderExcluir