10 de novembro de 2012

O Humorismo e o Mercado de Trabalho

Recebi de alguém que amo muito o seguinte poema essa semana...
"O humorismo alivia-nos das vicissitudes da vida, ativando o nosso senso de proporção e revelando-nos que a seriedade exagerada tende ao absurdo."
Charles Chaplin

Estive pensando muito sobre isso esse final de semana e ao refletir sobre este poema, pensei sobre esse grande artista..
Viveu de seu trabalho durante a Primeira e a Segunda Guerra Mundial. Chaplin deu a um público tão dilacerado pelas guerras, um motivo para sorrir. Ninguém mais conseguiu levar tanto entretenimento, prazer e alívio na hora que mais precisavam do que as comédias com Carlitos.

E trazendo isso para o mercado de humor, que ironia!!! Como Charles Chaplin era sério!!! Como ele era comprometido com o seu "negócio"... Seu produto era o humor, e ele atendia a principal necessidade de seu cliente: sorrir. Que capacidade!!!
Só mesmo alguém muito focado poderia fazer sorrir pessoas com tantos motivos para chorar.

Bem, mas o que isso tem haver comigo e com você?

Constantemente ouço de amigos, colegas de faculdade, familiares, colegas de trabalho, e etc que sou seria demais... Alguns até dizem ter um certo medo de mim por causa da minha "cara fechada"... E acreditem, eu não mordo!!! Rsrsr

Eu sou feliz, eu sei sorrir, sei brincar, sei zuar, sei fazer cara de boba, sei dar gargalhada, quem me conhece intimamente sabe que sou boba e brincalhona demais, só acho que há tempo pra todas as coisas e perdemos o foco quando levamos tudo na brincadeira.
Claro que temos que ser bem humorados, e o brasileiro tem essa capacidade mesmo, mas o problema é quando isso se perde... desiquilibra...
Nem tudo é pra rir. Não estamos em tempo de levar na brincadeira o ser pai, mãe, filho, profissional, estudante, esposa, esposo, lider, empresário, professor, liderado, etc... As drogas, a violência, os prazeres deste mundo estão loucos para criar nossos filhos e dar a eles a atenção que não damos!!!Tem que estudar, se preparar, buscar capacitação...
O mercado nao brinca de mercadinho, a crise não brinca de derrubar casinhas e empresas.   Quando ela chega, derruba mesmo!!! E o que faremos? Vamos continuar sorrindo como se nada estivesse para acontecer ou vamos arregaçar as mangas e partir pra briga pra ver quem cai primeiro?
Os concorrentes nao brincam quando investem para tomar o meu lugar, eles tomam mesmo. 
Leve à sério quem não está te levando na brincadeira!!! 
Nao perca o foco.  Mercado não é Playground!
Sua faculdade não é o colegial, porque seus colegas, acredite, serão seus concorrentes quando se formarem, ja pensou nisso? 
Podem ser amigos, claro, mas lembre-se sempre que será o mercado quem os escolhera, e será pelo diferencial e não pelo relacionamento de vocês.
É perfeitamente possível sermos amigos no trabalho, e nas horas vagas conversarmos e brincarmos sobre coisas que não tenham nada haver com o trabalho, mas quando estamos trabalhando, temos que lembrar da balança que mede meu comprometimento...
Nessa balança, de um lado tenho meu comprometimento com os colegas e amigos (gargalhadas, piadas) do outro, meu comprometimento com a empresa e comigo mesmo (resultado).
No final você terá um monte de amigos e isso é maravilhoso, mas e o emprego?
E qual é o ideal? O ideal é que haja equilíbrio. Sorria, mas não o tempo inteiro e por qualquer coisa. Brinque, mas só nas horas vagas. Lembre-se que a nossa guerra ainda não acabou e é travada todos os dias!!!
Você não pode mudar o resultado de ontem, mas pode mudar o de amanhã.Quer melhor motivo pra sorrir do que o sorriso que damos por um bom trabalho? Por um bom resultado?

Um professor pode até brincar demais em sala de aula, mas lembre-se que na hora da prova ele vai perguntar do conteúdo que ministrou e não se você entendeu as piadas que ele fez.

A empresa não paga cada hora minha para me dar a oportunidade de fazer amigos, nao! Quando ela estiver em crise, ela vai escolher os que estão comprometidos com o resultado.

A faculdade não esta nem ai se eu brinco durante a aula, ou se eu falto demais,  por que ela recebe do mesmo jeito e sou eu que pago!!!

A igreja não nos levara a serio nunca, se  nunca levarmos a serio o que fomos chamado para fazer. Deus não se compromete com quem não esta comprometido com Ele.

Sua namorada não levará à serio viver uma vida inteira ao seu lado, tê-lo como marido, pai de seus filhos, se você acha que casamento é brincar de casinha e não a edificação de um lar. 

A minha  recompensa será equivalente ao meu comprometimento, ao meu resultado.  
Pense nisso, sorria sempre, mas não perca o foco!
“Se você tivesse acreditado na minha brincadeira de dizer verdades, teria ouvido verdades que teimo em dizer brincando, falei muitas vezes como o palhaço, mas nunca desacreditei da seriedade da platéia que sorria.” Charles Chaplin. 
Eu sou Luciana Reis, estudante de Marketing na UVV. Universidade de Vila Velha.
#uvvéparaosfortes

Nenhum comentário:

Postar um comentário